no ,

Por que muitos profissionais de TI usam Linux?

Descubra por que os profissionais de TI e os geeks de computador adoram as distros Linux e softwares de código aberto.

Tux, o mascote do Linux
Foto: PxHere

Até mesmo aqueles que não são usuários das distros de kernel Linux conhecem um amigo mais “nerd” ou alguns profissionais de TI que não se calam sobre isso. Mas, afinal de contas, por que será que muitos usuários avançados ficam tão entusiasmados com esse sistema operacional?

Ao longo deste artigo, você vai ficar por dentro dos principais fatores que explicam o fascínio de geeks e profissionais de TI pelo Linux.

Profissionais de TI usam Linux por ser um software livre

Foto: Pixabay

Um dos aspectos mais importantes do Linux é que o kernel (o “coração” do sistema) e outros componentes do sistema operacional são gratuitos e de código aberto, o que significa que qualquer pessoa pode olhar o código-fonte e fazer alterações.

Na prática, isso oferece mais controle sobre o sistema. De fato, muitos programas Linux podem funcionar apenas com o uso de linhas de comando, incluindo ferramentas de desenvolvedor. Isso pode repelir os usuários comuns, mas os usuários técnicos apreciam isso.

Além disso, por ser um software livre, o Linux permite um grau maior de personalização do que outros sistemas operacionais. Desse modo, é possível ter uma ampla escolha de ambientes de desktop, gerenciadores de janela e aplicativos. No fim das contas, toda essa flexibilidade torna o Linux muito agradável para profissionais de TI e usuários mais técnicos em geral.

O Linux é ótimo quando se trata de ferramentas de programação

Programando no Linux
Foto: Pixabay

Há um motivo pelo qual o Linux é tão popular entre os desenvolvedores: ele é amplamente compatível com muitas das ferramentas de que esses profissionais precisam para realizar seus trabalhos. Editores, compiladores, depuradores e outras ferramentas semelhantes geralmente são facilmente acessíveis através do sistema.

O terminal Linux também é superior ao uso da linha de comando do Windows para desenvolvedores. Além disso, muitos programadores apontam que o gerenciador de pacotes no Linux os ajuda a fazer as coisas de forma mais fácil. No fim das contas, todo esse leque de oportunidades acaba se tornando uma das razões mais convincentes pelas quais os programadores preferem usar o sistema operacional.

Vale destacar que o Linux é uma plataforma ideal para prototipagem rápida e experimentação devido à sua afinidade com linguagens de script. As linguagens de script permitem que você trabalhe o código de forma interativa e, uma vez que são interpretados, você não precisa esperar que compilem.

Na prática, isso significa que é possível desenvolver aplicativos mais rapidamente, sendo que, no Linux, os desenvolvedores são livres para experimentar seus códigos dessa maneira.

Comunidade ativa também é algo a ser levado em conta

Foto: Pixabay

Se você tiver problemas com absolutamente qualquer coisa relacionada ao Linux, poderá obter ajuda de outros usuários através da vasta comunidade que o sistema consegue agregar. De fato, há uma vasta quantidade de suportes disponíveis, variando de IRC, fóruns da web, wikis, servidores Discord e até grupos de usuários presenciais.

Você pode obter ajuda com a instalação ou qualquer outro problema que possa encontrar no Linux. Se algum problema aconteceu com você, possivelmente não é a primeira vez, então é provável que alguém já tenha postado uma solução em algum braço da comunidade na web.

Mesmo que você não tenha nenhum problema com o Linux, os grupos de usuários do Linux oferecem uma atmosfera social divertida, provavelmente devido ao espírito de comunidade que o sistema parece inspirar em seus usuários. Os usuários do Linux vêm de todas as esferas da vida e tendem a ser pessoas muito interessadas no sistema, então é sempre divertido trocar ideias com eles.

Leia Também: Quais as vantagens de assinar o Xbox Game Pass?
Leia Também: Por que os cães babam?

Por fim, o fato é que a flexibilidade do Linux o torna um sistema ideal para usuários tecnicamente experientes e profissionais de TI, mas você não precisa ser um “nerd” para instalá-lo e usá-lo. Se você tiver um pen drive sobrando na gaveta, pode tentar colocar uma distribuição Linux no dispositivo e experimentar na sua máquina. Quem sabe você não se tornará mais um adepto deste sistema operacional?

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Brunei

12 curiosidades interessantes sobre Brunei

Placas de vídeo

Por que as placas de vídeo estão tão caras?