no

Por que algumas formigas têm asas?

Sabe aquelas formigas com asas que sobem aos céus quando chove? Pois bem, vamos dizer por que elas fazem isso e o que as faz ter asas.

Foto: Pixabay

Certamente você já viu formigas com asas, certo? Por mais estranho que possa parecer, este evento não é um “erro” da natureza ou uma ocorrência atípica; na verdade, tudo isso responde diretamente ao mecanismo reprodutivo da grande maioria dos himenópteros sociais.

O surgimento maciço de formigas com asas em momentos ideais no que diz respeito à temperatura e umidade é conhecido como voo nupcial e trata-se de algo fascinante. As colônias de formigas geralmente vivem no subsolo ou em toras em decomposição, mas de vez em quando, alguns indivíduos alados precisam alçar voos para que a dispersão dos genes ocorra além do próprio formigueiro, como veremos ao longo deste artigo.

Por que existem formigas com asas?

Foto: duncanh1 / Flickr

Como sugerimos nas linhas anteriores, a presença ou ausência de asas depende do papel reprodutivo da formiga em questão sua colônia. As fêmeas reprodutivas nascem no formigueiro como princesas aladas e voam para os céus para serem fecundadas. Os machos também possuem asas, pois seu papel também é a reprodução da espécie. Por outro lado, operárias e rainhas fertilizadas não possuem essas estruturas.

Quando as condições são adequadas (geralmente quando as temperaturas caem após o verão e são acompanhadas de chuva), milhares de princesas e machos da mesma espécie emergem sincronizadamente dos ninhos em um evento biológico conhecido como voo nupcial. Durante os voos, as princesas se reproduzem com mais de um macho e armazenam em seus corpos os espermatozoides obtidos.

Depois de fertilizada, a princesa em questão procura um local adequado para estabelecer sua colônia. Geralmente, ela vai para o subterrâneo e arranca suas asas, a ponto de se tornar a rainha de uma nova colônia. De acordo com a Royal Society, uma rainha é capaz de armazenar durante décadas os espermatozoides obtidos na fuga nupcial, para que possa produzir óvulos férteis até morrer.

A maioria das formigas com asas morre rapidamente

Formigas com asas
Foto: Clint Budd / Flickr

Embora seja muito interessante, todo esse processo não é tão bonito quanto parece. Estudos indicam que até 45% das rainhas de muitas espécies (como a formiga-caiapó) morrem poucos dias depois do processo de fecundação. Devemos também levar em consideração a taxa de mortalidade de formigas com asas porque elas acabam se tornando alimento fácil para pássaros, répteis e anfíbios.

Até mesmo muitas das princesas virgens morrem poucas horas depois de deixar o ninho, sem se reproduzir. Elas não são apenas predadas por animais maiores, mas também são atacadas por formigas de outras colônias (da mesma espécie ou não), morrem afogadas, sofrem choque térmico ou ficam desidratadas.

No fim das contas, o fato é que, de todas as princesas produzidas em uma colônia, apenas uma ou duas realmente se tornarão rainhas e conseguirão estabelecer um novo formigueiro. De fato, é exatamente por isso que o voo nupcial da maioria das espécies de formigas deve ser massivo, afinal, a alta taxa de mortalidade de formigas com asas (tanto princesas quanto machos) significa que apenas uma pequena porcentagem delas resultará em novas colônias.

Uma palavra final

Formigas com asas
Foto: -JvL- / Flickr

Em última análise, é importante enfatizar a importância de não matar as formigas com asas que você encontrar. Elas não são mosquitos, moscas ou qualquer tipo de inseto semelhante, então é essencial que você as deixe seguir seu caminho para que possam deixar descendentes. Se você matá-las, estará contribuindo para a redução de novas colônias.

Lembre-se que, independente de ser macho ou fêmea, uma formiga alada não pica ou morde. Na verdade, ela só está interessada em se reproduzir e poderá morrer muito em breve se não tiver sucesso no processo de reprodução.

Leia Também: Por que as placas de vídeo estão tão caras?
Leia Também: Por que muitos profissionais de TI usam Linux?

Como você pode ver, a presença de formigas com asas no ambiente responde a um evento biológico fascinante. O voo nupcial mostra-nos que até mesmo os animais aparentemente mais simples guardam segredos impressionantes sobre o seu comportamento reprodutivo.

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Vila na Bulgária

12 curiosidades incríveis sobre a Bulgária

Por que os smartphones não têm mais baterias removíveis?