no ,

Qual a origem do panetone?

O panetone é quase um item obrigatório do Natal, mas você sabe de onde ele veio?

Quando o mês de dezembro vai se aproximando e junto com ele todas as festividades natalinas, as lojas e supermercados já começam a se encher de panetones por todos os lados, de todas as cores, sabores e marcas, não é mesmo? Eu sei que não é tão legal, mas às vezes ganhamos ele até mesmo de amigo oculto/amigo doce — as pessoas realmente têm coragem para cada coisa, certo?

Continua após a publicidade..

Bom, particularmente eu não sou fã de panetone e nem mesmo da sua versão de chocolate, mas eu sei que tem muita gente que não consegue passar o mês do natal sem comer pelo menos um deles. Mas você já parou para pensar de onde vem o panetone? Qual a sua origem? Bom, é sobre isso que vamos falar hoje, vamos lá?

PANETONE 1

De onde vem o panetone?

O panetone tem origem na Itália e até hoje é muito popular por lá e aqui na América do Sul também. Apesar de existir várias variedades nas prateleiras, alguns italianos ainda preferem fazer do jeito antigo e produzir o ‘pão’ manualmente e ir adicionando seus ingredientes.

Apesar de existir muitas diferenças tanto culturais como regionais, o que é produzido aqui no nosso Brasil é muito similar com o que é feito e produzido lá na Itália, já que a base é praticamente a mesma.

Continua após a publicidade..

Leia também: Taylor Swift: 10 curiosidades sobre a cantora

PANETONE 2

Qual a origem do panetone?

A raiz do panetone não pode ser facilmente encontrada, mas existe uma história mais famosa que pode ser considerada a ‘origem’ desse clássico natalino.

A história conta que o duque de Milão decidiu fazer um enorme banquete durante a comemoração do natal. Uma jovem cozinheira chamada Toni foi encarregada de fazer alguns ‘aperitivos’ para serem servidos no jantar e então ela começou a cozinhar.

Continua após a publicidade..

Por um descuido, ela acabou queimando o bolo que iria servir e ficou muito preocupada sem saber o que fazer. Então, ela pegou uma massa fermentada que seria levada para a sua casa para fazer o jantar, e criou esse ‘pão’ e incrementou algumas coisas dentro — como passas e outras frutas.

O duque amou tanto a criação que a batizou como pan de Toni —- pão de Toni — que acabou virando Panetone muito tempo depois.

Como ele parou na indústria?

Bom, apesar de ser uma massa caseira que era muito popular na Itália, tudo o que é bom, deve ser compartilhado, não é mesmo? E foi exatamente com essa filosofia que o panetone virou industrializado.

Por volta dos anos 30, Angelo Mota criou o ‘primeiro panetone industrializado do mundo’ quando adicionou uma esteira rotativa em sua padaria para facilitar a distribuição da massa em etapas.

Os italianos continuam sendo um dos maiores produtores e consumidores desse ‘pão’ do mundo. E estão em constante disputa por esse título com os habitantes da América do Sul.

Em outras regiões do mundo ele não é tão popular, mas também é conhecido e consumido.

Leia também: Pinóquio: As 8 Melhores Curiosidades Sobre o Famoso Boneco

panetone

Eu sei que existem vários apreciadores de panetone, e eles são realmente um dos símbolos do Natal agora. Pode falar a verdade, você já viu um panetone no mercado que não tenha sido em épocas natalinas? Acho meio difícil, não é mesmo?

Bom, seja na ceia de natal ou em um amigo oculto, ele sempre estará presente em nossas mesas, até na das pessoas que não gostam muito. Algumas masas possuem o sabor mais forte e outras mais doces, e isso depende de verdade apenas de qual a marca que você irá comprar. Então escolha muito bem.

Você sabia que essa era a origem do panetone? Não se esqueça de compartilhar esse post com os seus amigos!

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

SERIE 1

Por que séries famosas são canceladas?

TATUAGEM CAPA

De onde vem a tatuagem?