no ,

Os homens das cavernas realmente existiram?

A ideia de homens das cavernas que muitas pessoas têm em mente costuma ser um pouco distorcida.

Homens das cavernas
Foto: Wikimedia Commons

Uma percepção bastante popular sobre nossos ancestrais distantes supõe que eles viviam em cavernas. Mas será que os humanos realmente viveram em cavernas no passado ou isso é algo que existe apenas na consciência popular e não na realidade? Os homens das cavernas realmente existiram?

Ao longo deste artigo, você vai descobrir que a imagem dos homens das cavernas que muitas pessoas têm em mente costuma ser o resultado de uma mistura de realidade com estereótipos amplamente difundidos até mesmo própria cultura pop.

Foto: Domínio Público

A história dos verdadeiros homens das cavernas

Para começar, quando você pensa em homens das cavernas, você provavelmente imagina homens simplórios de sobrancelhas grossas vestidos com peles esfarrapadas, sentados ao redor de uma fogueira em uma caverna. Curiosamente, esta ideia já existia antes mesmo que os primeiros fósseis de povos pré-históricos fossem encontrados.

Quando os primeiros fósseis humanos foram finalmente encontrados no século XIX e reconhecidos como remanescentes de povos pré-históricos, eles eram frequentemente encontrados em cavernas, aparentemente reforçando esse estereótipo.

Desde então, os cientistas descobriram muito sobre esses supostos homens das cavernas. Muita pesquisa foi feita especialmente na Europa, Sibéria e Oriente Médio e é por isso que sabemos muito sobre o povo desta região durante o período que hoje conhecemos como Idade da Pedra, também chamada de Paleolítico.

Então, essas pessoas do Paleolítico viviam em cavernas? Bem, a resposta é sim, nossos ancestrais realmente viveram em cavernas, mas nem sempre de forma permanente, como veremos no tópico a seguir.

Foto: Wikimedia Commons

Os “homens das cavernas” não viviam somente em cavernas

Além das cavernas, nossos ancestrais também usavam outras formas de habitação. Por exemplo, uma outra opção de moradia que oferecia proteção natural eram os abrigos de rocha. Um abrigo de rocha é uma cavidade rasa normalmente formada quando uma camada de rocha sofre erosão enquanto o resto da face da pedra permanece intacta, criando uma espécie de esconderijo natural.

Para os paleolíticos, essas estruturas forneciam abrigo contra praticamente qualquer adversidade. No entanto, havia um sério problema em viver muito tempo em uma única caverna ou abrigo na rocha: os povos paleolíticos eram caçadores-coletores, ou seja, eles se deslocavam constantemente de um lugar para outro para caçar e coletar alimentos e suprimentos.

Os paleolíticos seguiam rebanhos de presas, coletavam frutas e frutos do mar e caçavam pequenos animais para comer, sem falar que eles também produziam couro e reuniam recursos como madeira e pedras. Por conta disso, eles tinham que se deslocar frequentemente para pegar suprimentos, o que acabou levando à exploração de diversas opções de abrigos em locais diferentes.

Foto: Pixabay

Uma palavra final

Com tudo isso em mente, podemos dizer que sim, de certo modo, podemos dizer que os “homens das cavernas” realmente existiram. No entanto, como podemos ver pelos exemplos citados anteriormente, nem todos eles viviam em cavernas, pelo menos não o tempo todo.

Longe de serem os simplórios destruidores de pedras que às vezes podem ser retratados em filmes e desenhos animados, as pessoas da Idade da Pedra contavam com uma infinidade de tipos de habitações que eram adaptadas de acordo com as necessidades de seu estilo de vida de caçadores-coletores, o clima em que viviam e os materiais disponíveis.

Além de pinturas em cavernas, há uma grande variedade de coisas que podem indicar um acampamento paleolítico, como rochas e restos de carvão de uma lareira ou fogueira, concentrações de ossos de animais indicando caça ou restos de pedra usados na fabricação de ferramentas.

Leia Também: Como saber se o ovo está bom e não estragado?
Leia Também: Por que surgem buracos em ruas e estradas?

Juntos, todos os vestígios provenientes da Idade da Pedra podem dar pistas aos arqueólogos sobre a vida dos nossos ancestrais naqueles tempos. É possível saber, por exemplo, que os acampamentos usados brevemente deixaram poucos vestígios, ao passo que os acampamentos usados por períodos mais longos eram mais elaborados e deixaram mais vestígios.

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Pessoas cantam no chuveiro

Por que muitas pessoas cantam no chuveiro?

Ruído branco em TV analógica

O que é ruído branco e como ele pode influenciar o sono?