no

O que é goma xantana e por que ela está presente em vários produtos?

Presença constante desse ingrediente em vários produtos não é por acaso.

Foto: Pixabay

Muitos de nós fomos ensinados a pensar duas vezes ao comprar um produto que lista um ingrediente com um nome estranho. Mas e se esse ingrediente aparecer na maioria dos produtos que compramos? Um bom exemplo disso é a “goma de xantana”, listada nos rótulos de tudo, desde iogurtes a molhos, alimentos sem glúten, shampoo  e até mesmo limpador de vaso sanitário.

Mas, afinal de contas, que diabos é goma xantana? É realmente seguro para a nossa saúde comer isso praticamente todos os dias?

Goma xantana em rótulo de produto
Foto: Open Food Facts

O que é a goma xantana e qual a sua função?

A goma xantana é um polissacarídeo obtido a partir da fermentação aeróbica de açúcares simples, como a glicose e a sacarose. Em uma explicação mais simples, podemos dizer que a goma xantana é um açúcar fermentado por uma bactéria. O resultado é um pó que é adicionado a qualquer coisa relativamente líquida (comestível ou não) para engrossá-la ou estabilizá-la.

No geral, nós encontramos a goma xantana listada em muitos produtos porque, se ela não estivesse lá fazendo sua “mágica de espessamento”, a maioria das coisas seria uma bagunça aquosa ou não se uniria. Por exemplo, essa goma substitui o glúten em itens de padaria sem glúten. Sem ela, muitos desses produtos se transformariam em uma pilha de migalhas, não um alimento perfeito.

A goma xantana não pode ser encontrada na natureza e, portanto, é um agente emulsificante e estabilizante artificial. Ela foi criada em 1950 por uma pesquisadora chamada Allene Rosalind Jeanes. Além de desenvolver a goma xantana, Jeanes criou uma forma de produzir dextrano em massa, um polímero que pode ser usado para expandir o volume do sangue em casos de traumas graves.

Seu trabalho com o dextrano ajudou a salvar inúmeras vidas durante a Guerra da Coreia e lhe rendeu muitos elogios. Jeanes foi listada como a principal inventora na patente oficial da goma xantana em 1961 e o seu uso comercial disparou no fim da década de 1960

Foto: Pixabay

A goma xantana é segura para comer?

Há uma grande quantidade de aditivos alimentares presentes na nossa comida que é um tanto difícil lembrar quais são bons e quais são ruins. Felizmente, a goma xantana é bastante inofensiva e pode até trazer alguns benefícios à saúde. Por exemplo, estudos mostram que ela pode ajudar a reduzir o açúcar no sangue, uma vez que é uma fibra solúvel. Ela também pode aumentar a sensação de saciedade e diminuir os níveis de colesterol.

Por outro lado, o consumo de grandes doses de goma xantana pode fazer com que algumas pessoas apresentem problemas digestivos. Esses sintomas geralmente incluem efeitos laxantes, inchaço na região do abdômen e flatulência.

No geral, a goma xantana, quando consumida dentro da maioria dos alimentos, parece ser segura. A menos que você seja alérgico ou evite algum ingrediente desse polissacarídeo, que normalmente é criado com milho, soja ou trigo, não há muitas razões para tentar evitá-lo.

O principal objetivo dessa goma largamente utilizada é engrossar algum tipo de líquido, como molho para salada, pasta de dente e iogurte. Por isso, tenha em mente que o aspecto de espessamento desse ingrediente é o seu principal objetivo; possíveis benefícios devem ser tratados apenas como “consequências agradáveis”.

Lembre-se também que a goma xantana é um polissacarídeo e uma fibra solúvel. Na prática, isso significa que seu corpo não consegue digeri-la completamente, o que não é necessariamente algo ruim, mas pode ser um problema para algumas pessoas com problemas gastrointestinais.

Goma xantana
Foto: Pixabay

Existem alternativas para esse ingrediente?

Quer você experimente efeitos adversos da goma xantana, ou simplesmente queira buscar alternativas mais naturais, saiba que existem substitutos com propriedades espessantes semelhantes a ela. Você pode experimentar sementes de chia (com água), sementes de linho moídas (com água), gelatina sem sabor, goma de guar, clara de ovo ou amido de milho.

Leia Também: Por que algumas abóboras são brancas?
Leia Também: Quem inventou o cereal matinal?

Lembre-se que, dependendo de suas necessidades dietéticas individuais, alguns desses substitutos podem não funcionar para você; por exemplo, os ovos podem não ser adequados se você estiver seguindo uma dieta vegana. Portanto, ouça o seu próprio corpo e use os ingredientes que funcionam melhor para você!

E você, já tinha notado a presença desse ingrediente nos rótulos de vários produtos? Se você gostou desse post, não se esqueça de compartilhá-lo!

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

O que foi a Guerra do Porco?

Engenheiro de som

O que faz um engenheiro de som?