no ,

Quais são os diferentes graus de queimadura?

Graus de queimaduras são definidos de acordo com o que a causou, bem como a gravidade da lesão na pele.

Queimadura
Foto: Wikimedia Commons

As queimaduras costumam ser as lesões domésticas mais comuns, especialmente entre as crianças. No entanto, o termo “queimadura” significa muito mais do que a sensação de queimação associada a esta lesão. Na verdade, as queimaduras são caracterizadas por danos graves à pele que causam a morte das células afetadas.

A maioria das pessoas consegue se recuperar de queimaduras sem consequências graves para a saúde. Por outro lado, lesões mais sérias requerem atendimento médico de emergência para evitar complicações e morte.

Para definir a gravidade de uma determinada queimadura, foram estabelecidos graus de classificação desse tipo de lesão, os quais explicaremos ao longo deste artigo. Você vai ver que o grau de queimadura é determinado de acordo com o que a causou, bem como a gravidade da lesão na pele.

Queimadura
Foto: Wikimedia Commons

Os diferentes graus de queimadura

As queimaduras de primeiro grau são lesões leves, pois afetam apenas a camada externa da pele. As queimaduras de primeiro grau podem ser dolorosas e causar vermelhidão e inchaço, mas geralmente podem ser tratadas em casa com a aplicação de compressas frias na área. Após isso, recomenda-se a aplicação de um creme cicatrizante para curar totalmente a lesão dentro de alguns dias.

Por outro lado, algumas queimaduras são mais graves. Por exemplo, as queimaduras de segundo grau afetam a camada superior da pele e parte da camada abaixo dela. Essas lesões podem causar bolhas e a pele queimada também pode ficar muito inchada. As queimaduras de segundo grau geralmente são bastante dolorosas.

Você também já deve ter ouvido falar de queimaduras de terceiro grau. Pois bem, estas lesões afetam todas as camadas da pele e podem atingir os ossos, deixando-a área afetada carbonizada. Queimaduras deste tipo também podem prejudicar o tecido subjacente, por isso exigem um longo período de recuperação.

Embora não sejam tão comuns, também existem as queimaduras de quarto grau. Elas geralmente são queimaduras decorrentes de acidentes elétricos e podem ser mais graves do que aparentam. Estas lesões podem causar complicações graves e devem ser tratadas por um médico imediatamente.

Foto: Pixabay

As principais complicações provenientes de queimaduras

Em comparação com as queimaduras de primeiro e segundo graus, as queimaduras de terceiro grau apresentam o maior risco de complicações, como infecções e perda de sangue, fatores estes que muitas vezes pode levar à morte. Ainda assim, vale destacar que todas as queimaduras apresentam risco de infecções porque as bactérias podem entrar na pele ferida.

O tétano é outra complicação que pode ocorrer com queimaduras de todos os níveis. Assim como a sepse, o tétano é uma infecção bacteriana que afeta o sistema nervoso, levando a problemas de contração muscular.

Como regra geral, todas as pessoas devem receber vacinas antitetânicas de reforço a cada 10 anos para prevenir esse tipo de infecção. As queimaduras graves também apresentam o risco de hipovolemia, condição caracterizada por níveis muito baixos da parte líquida do sangue (plasma).

Foto: Pixabay

Prevenindo todos os graus de queimadura

A maneira óbvia de combater queimaduras é evitar que elas aconteçam. Certos trabalhos podem colocar você em maior risco de sofrer queimaduras, mas o fato é que a maioria das queimaduras ocorre em casa.

De um modo geral, bebês e crianças pequenas são mais vulneráveis ​​a queimaduras. Por conta disso, algumas medidas preventivas que você pode tomar em casa incluem:

  • Manter crianças longe da cozinha enquanto prepara as refeições;
  • Virar os cabos da panela em direção à parte de trás do fogão;
  • Testar os detectores de fumaça (se tiver) uma vez por mês;
  • Guardar fósforos e isqueiros em locais onde crianças não conseguem alcançar;
  • Verificar e substituir cabos elétricos com fios expostos;
  • Manter produtos químicos fora do alcance e usar luvas durante o seu manuseio.

Vale destacar que também é importante ter um plano de fuga de incêndio e praticá-lo com sua família frequentemente. Em caso de incêndio, certifique-se de rastejar por baixo da fumaça. Isso minimizará o risco de desmaiar e ficar preso no fogo.

Leia Também: Por que os médicos usam jaleco branco?
Leia Também: Por que os cães fedem quando estão molhados?

Milhões de pessoas em todo o mundo sofrem queimaduras a cada ano. Felizmente, as medidas mencionadas acima podem reduzir consideravelmente o risco de queimaduras.

Um tema muito importante, não é mesmo? Se você gostou desse post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Engenheiro biomédico

O que faz um engenheiro biomédico?

Torpedo de submarino

Algum submarino já foi destruído pelo próprio torpedo?