no

O que faz um engenheiro biomédico?

Conhecimento biológico combinado com princípios da engenharia pode atender a várias necessidades médicas.

Engenheiro biomédico
Foto: Pixabay

Você sempre se interessou pelo campo da engenharia? Gostaria de ajudar pessoas com problemas médicos através dos seus conhecimentos nessa área? Se a sua resposta é um “sim” para ambas as perguntas, talvez você devesse seguir a carreira de engenheiro biomédico!

O campo da engenharia como um todo é um ramo inovador, sempre desenvolvendo ideias que levam à criação de tudo, desde arranha-céus a aeronaves. Especificamente, o campo da engenharia biomédica restringe seu foco a avanços inovadores que melhoram a saúde humana e promovem cuidados de saúde em todos os níveis.

Aspectos da engenharia mecânica, engenharia elétrica, engenharia química, ciência dos materiais, química, matemática e ciência da computação ficam intimamente interligados com a biologia humana na engenharia biomédica para melhorar a saúde humana como um todo.

Em geral, um engenheiro biomédico analisa e projeta soluções para problemas relacionados à biologia e medicina, sempre com o objetivo de melhorar a qualidade e eficácia do atendimento aos pacientes.

Engenheiro biomédico
Foto: Pxfuel

Como é a rotina de trabalho de um engenheiro biomédico?

A engenharia biomédica é agora considerada um campo particular (não é mais uma especialização interdisciplinar) e recentemente surgiu como seu próprio conjunto de estudos em engenharia. Dito isto, um engenheiro biomédico normalmente realiza as seguintes tarefas em sua rotina de trabalho:

  • Projetar sistemas e produtos;
  • Instalar, ajustar, manter, reparar ou fornecer suporte técnico para equipamentos biomédicos;
  • Avaliar itens como segurança, eficiência e eficácia dos equipamentos biomédicos;
  • Treinar médicos e outros profissionais para o uso adequado dos equipamentos;
  • Pesquisar os aspectos de engenharia dentro dos sistemas biológicos de seres humanos e animais.

O conhecimento biológico combinado com princípios da engenharia para atender às necessidades médicas tem contribuído muito para o desenvolvimento de conceitos e produtos capazes de mudar e salvar vidas, tais como órgãos artificiais, marcapassos, robôs cirúrgicos, próteses avançadas e máquinas de ressonância magnética.

Na indústria, alguns engenheiros biomédicos projetam circuitos elétricos e softwares para operar equipamentos médicos com o objetivo de testar novos medicamentos. Alguns também projetam e constroem partes artificiais do corpo para substituir membros feridos. Em alguns casos, eles desenvolvem até mesmo os materiais necessários para fazer as peças de reposição do corpo.

Foto: Wikimedia Commons

Como é o ambiente de trabalho desse profissional?

Um engenheiro biomédico pode trabalhar em uma variedade de ambientes. Alguns trabalham em hospitais, enquanto outros trabalham em laboratórios fazendo pesquisas, por exemplo.

Outros profissionais dessa área ainda trabalham em ambientes de manufatura, onde projetam produtos de engenharia biomédica. Além disso, esses engenheiros também trabalham em escritórios comerciais onde tomam ou apoiam decisões de negócios.

Onde e como os engenheiros biomédicos trabalham geralmente é determinado por necessidades específicas. Por exemplo, um engenheiro biomédico que desenvolveu um novo dispositivo projetado para ajudar uma pessoa com deficiência a andar pode ter que passar horas em um hospital para verificar se o dispositivo funciona conforme planejado.

Em casos como o que foi citado acima, se o engenheiro biomédico encontrar uma maneira de melhorar o dispositivo, ele pode ter que retornar ao fabricante para ajudá-lo a alterar o processo de manufatura para aprimorar o projeto.

Foto: Pxfuel

Como se tornar um engenheiro biomédico?

Engenheiros biomédicos normalmente precisam de um diploma de bacharel em Engenharia Biomédica para exercer a profissão. Alternativamente, eles podem obter um diploma de bacharel em um campo diferente da engenharia e, em seguida, obter um diploma de pós-graduação em Engenharia Biomédica.

A graduação em Engenharia Biomédica tem como foco os campos da engenharia e das ciências biológicas em conjunto. Ela inclui cursos baseados em laboratório, além de aulas em assuntos como mecânica de fluidos e sólidos, programação de computadores e design de circuitos. Outras matérias incluem treinamento aprofundado em ciências biológicas, incluindo fisiologia.

Alguns engenheiros biomédicos recém formados podem frequentar escolas de odontologia ou medicina para se especializarem em aplicações na linha de frente do atendimento ao paciente, como a utilização de impulsos elétricos para fazer os músculos se moverem normalmente. Outros podem se formar em direito e trabalhar como advogados de patentes.

Leia Também: O que faz um engenheiro bioquímico?
Leia Também: O que faz um correspondente internacional?

Vale destacar que há uma demanda crescente por engenheiros biomédicos, em grande parte devido à guinada do mundo em direção ao uso diário de máquinas e tecnologia em todos os aspectos da vida.

E você, pretende seguir a carreira profissional de engenheiro biomédico? Se você gostou desse post, não se esqueça de compartilhá-lo!

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

O Que É A Cyber Monday?

O Que É A Cyber Monday?

Queimadura

Quais são os diferentes graus de queimadura?