no

Por que temos duas narinas em vez de uma só?

Embora a maioria de nós provavelmente nunca considerou ter duas narinas algo além do normal, isso intrigou os cientistas por muito tempo.

Foto: Jeff and Mandy G/Flickr

Ter duas orelhas ou dois olhos é intuitivamente eficaz porque nos permite captar de maneira sensata o que está acontecendo ao nosso redor muito melhor. Mas, por outro lado, por que é necessário ter duas narinas em vez de uma?

Graças aos nossos dois olhos, podemos calibrar melhor a distância que os objetos estão. Em suma, o cérebro combina os dois estímulos visuais de ambos os olhos para produzir uma imagem tridimensional do mundo. Da mesma forma, podemos detectar a origem de um som se ele soar mais alto em nosso ouvido direito ou esquerdo. Mas será que ter duas narinas nos permite captar os cheiros com mais nitidez?

Alguns pesquisadores acreditam que sim, mas a vantagem de ter duas narinas vai muito além disso, como veremos ao longo desse artigo.

Foto: Pikist

A função das duas narinas

Pesquisadores da Universidade de Stanford abordaram essa questão e descobriram que, na verdade, há uma grande vantagem em ter duas narinas. Embora não sejamos capazes de necessariamente “cheirar melhor”, ter duas narinas em vez de uma melhora nossa capacidade de detectar aromas diferentes.

Os pesquisadores misturaram duas substâncias com cheiros distintos: uma que cheirava a hortelã-pimenta, enquanto a outra lembrava o cheiro de erva-doce. Em seguida, eles fizeram os participantes cheirar uma mistura contendo as duas substâncias com uma narina de cada vez. Curiosamente, um produto químico só foi detectado por uma narina, enquanto o outro só podia ser cheirado com a outra narina.

Em resumo, o estudo comprovou que ter duas narinas aumenta nossa sensibilidade a certos cheiros e nos dá uma gama maior de aromas. Obviamente, nosso olfato ainda não é tão bom quanto o de outros mamíferos (tome os cães como exemplo), mas, seja honesto, se você tivesse a chance de escolher um superpoder, você escolheria ter um olfato extraordinário? Provavelmente não…

Foto: PxHere

É tudo uma questão de umidade e muco

Os cães têm duas narinas porque podem registrar amostras de ar separadas com cada narina, permitindo-lhes compará-las para estabelecer a origem de um odor específico.

Essa percepção olfativa espacial também parece ter sido estudada em cobras. Nesse caso, a cobra estende sua língua bifurcada para capturar produtos químicos na saliva. Em seguida, ela esfrega a língua contra duas fendas no céu da boca que entram em dois pequenos orifícios conhecidos como órgãos vomeronasais, onde são analisados ​​os produtos químicos capturados pela saliva.

Em humanos, porém, o que torna possível ter dois fossos em vez de um é a possibilidade de alternar por qual deles respirar a qualquer momento, o que torna mais fácil para nenhum deles ficar “excessivamente seco”.

Em outras palavras, se tivéssemos apenas um orifício e ele secasse ou entupisse, não teríamos escolha a não ser respirar pesadamente. Por outro lado, se tivermos dois e um secar, ainda teremos o outro para respirar bem, caso continue úmido. Isso é especialmente importante se quisermos evitar que o tecido nasal seja danificado ou não funcione adequadamente.

Para libertar o nariz de obstáculos para respirar e cheirar, temos o muco e os cílios, sendo que estes últimos servem como escovas microscópicas que empurram o muco em direção à boca a uma velocidade média de 6 milímetros por minuto, seja para cuspi-lo ou para engoli-lo. Parte desse muco, 2 ou 3 litros a cada 24 horas, serve para hidratar a mucosa gastrointestinal.

Foto: Bradley Gordon/Flickr

Uma palavra final

Com isso em mente, podemos dizer que, para que o sistema sempre funcione de maneira ideal, nossas narinas funcionam alternadamente. Em todos os momentos, uma narina tem maior probabilidade de absorver ar do que a outra, graças aos seios venosos nasais, que incham alternadamente em um processo chamado “ciclo nasal”.

Leia Também: Estresse pode deixar os cabelos brancos?
Leia Também: Quais são os esportes mais perigosos do mundo?

Alguns especialistas apontam que outro motivo pelo qual isso ocorre diariamente é que isso também otimiza nosso olfato, pois alguns odores são mais bem registrados se entrarem nas narinas rapidamente, enquanto outros são mais bem avaliados se houver um leve congestionamento envolvido.

O corpo humano é muito interessante, não é mesmo? Se você gostou desse post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Estresse pode deixar os cabelos brancos?

Burro

Por que o burro é visto como um símbolo da falta de inteligência?