no ,

Por que os telefones via satélite nunca se tornaram populares?

Baixa popularidade dos telefones via satélite entre o grande público está relacionada a fatores técnicos e práticos.

Telefones via satélite
Foto: Iridium

Você já deve ter visto em filmes que quando as pessoas estão em locais remotos e querem entrar em contato com alguém (para obter ajuda, buscar ou fornecer informações, etc.), elas usam telefones via satélite. De fato, esses telefones são comumente usados durante operações militares e de busca e resgate em lugares geograficamente afastados dos grandes centros urbanos.

A razão pela qual eles são usados em situações tão críticas é bastante simples: esses telefones são conhecidos pelo fornecimento de uma cobertura quase global, ou seja, eles podem conectá-lo ao outro lado do planeta em segundos, independentemente de você estar navegando em algum lugar do Atlântico ou voando em um jato comercial a milhares de metros do solo.

Embora os telefones celulares comuns também possam ajudá-lo a se conectar com alguém a milhares de quilômetros de distância, eles se tornam inúteis em locais particularmente remotos e, portanto, não são os dispositivos mais recomendados para operações militares cruciais.

Dito isto, a questão que fica é: se os telefones via satélite são tão bons em oferecer uma cobertura quase universal e podem ajudá-lo a se conectar a alguém do outro lado do globo em segundos, por que eles não se tornaram populares? Em outras palavras, por que você não vê pessoas carregando telefones via satélite no bolso em vez de smartphones?

Bem, para responder a isso, nós precisamos entender primeiramente alguns detalhes sobre o funcionamento dos telefones via satélite.

Foto: Pixabay

Como funcionam os telefones via satélite

Um telefone via satélite é um telefone móvel que ajuda você a se comunicar (por meio de chamadas de voz ou mensagens curtas) conectando-se a satélites em órbita em vez das tradicionais torres de telefonia celular.

Esses telefones são geralmente maiores do que os celulares normais e quase sempre vêm com uma antena longa e retrátil. Ao contrário dos telefones celulares comuns, a cobertura de um telefone via satélite depende da arquitetura do sistema específico no qual é executado.

Conforme mencionado anteriormente, os telefones via satélite são projetados para funcionar ao ar livre, em locais onde o seu telefone celular comum pode não ser útil. Eles são capazes de fazer isso porque enviam e recebem sinais de rádio de satélites que orbitam bem acima da superfície da Terra, ao contrário dos telefones celulares, que se comunicam com torres de rede construídas no solo.

É exatamente por isso que os telefones via satélite são bastante populares em expedições a áreas remotas, onde os serviços celulares terrestres são ineficazes ou indisponíveis. No entanto, observe que a cobertura desses sistemas pode incluir todo o planeta ou apenas regiões específicas, dependendo da arquitetura do sistema para cada modelo.

Foto: Reprodução/Youtube

As principais razões pelas quais os telefones via satélite não são populares

Uma das razões mais importantes é o atraso significativo que essa tecnologia promove. Lembre-se que esses telefones geralmente se comunicam com satélites geoestacionários, que estão a mais de 30.000 km acima da superfície da Terra; portanto, sempre há um atraso ao falar com alguém do outro lado da linha.

De certo modo, esse lapso de tempo é tolerável para muitos usuários em situações específicas, mas não para usuários comuns de telefones celulares que estão acostumados a ter conversas telefônicas que têm um mínimo ou praticamente nenhum atraso.

Além disso, há a questão do custo. Esses satélites são incrivelmente custosos de produzir lançar e manter em órbita. Portanto, a largura de banda limitada que eles oferecem tende a ser muito cara. O custo de fazer chamadas de voz de um telefone via satélite para telefones celulares e fixos pode chegar a 2 dólares por minuto, o que não é economicamente viável para um usuário de telefone celular padrão.

Foto: Pixabay

Problemas de interferência também são comuns

Também vale destacar que a qualidade da comunicação de voz nos telefones via satélite às vezes é prejudicada porque os satélites geoestacionários têm uma limitação de uso em termos de latitude, geralmente 70 graus ao norte e ao sul do equador. Na prática, isso aumenta as chances de interferência de fontes que operam nas mesmas bandas de frequência.

Além disso, para ter uma boa recepção em um telefone via satélite, é importante que seus usuários fiquem a céu aberto, como uma forma de evitar obstruções entre o terminal e o satélite. Embora isso possa não ser um obstáculo para algumas pessoas, para a maioria dos usuários de telefones celulares acaba sendo um grande problema.

Por último, também não podemos esquecer que existem muitos países que não permitem o uso de telefones via satélite entre o público em geral. Então, há toda uma questão política igualmente envolvida.

Leia Também: As fezes dos pássaros podem danificar as pinturas dos carros?
Leia Também: Por que a bola de basquete é laranja?

Em suma, os telefones via satélite são, sem dúvida, muito úteis e eficazes, especialmente em tempos de necessidade, mas eles não são práticos o suficiente para superar os telefones celulares modernos perante o grande público, o que explica a sua baixa popularidade.

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Linhas das bolas de basquete

Para que servem as linhas pretas das bolas de basquete?

Por que a pele debaixo das nossas unhas é tão sensível?