no

Por que os cactos têm espinhos?

Espinhos dos cactos protegem essas plantas de predadores, fornecem sombra e até ajudam a regular a temperatura.

Muita gente costuma presumir que os cactos contam com seus espinhos apenas para fins de proteção, mas a verdade é que eles têm muito mais funções, além de serem adaptações realmente notáveis. Na prática, eles ajudam os cactos a superar as dificuldades de viver em condições desérticas de várias maneiras interessantes.

Continua após a publicidade..

Neste artigo, você vai descobrir que os espinhos dos cactos protegem essas plantas de predadores, fornecem sombra, ajudam a regular a temperatura, reduzem a perda de água e até auxiliam na reprodução.

Espinhos promovem sombra e proteção aos cactos

por que os cactos tem espinhos 1
Fonte: Pixabay

Os espinhos dos cactos são pequenos e finos, mas, surpreendentemente, eles servem como uma espécie de protetor solar. Embora a sombra produzida por um único espinho possa ser minúscula e aparentemente insignificante, como os espinhos dos cactos são bastante numerosos, o efeito combinado de todos eles acaba fornecendo uma quantidade surpreendente de sombra.

Como explica o Plant Snap, não há muitos lugares para encontrar sombra em um deserto, de modo que o sol pode facilmente danificar qualquer planta. Além de reduzir o calor, a sombra dos espinhos de um cacto também reduz a evaporação da água da superfície da planta, reduzindo a perda de água e ajudando o cacto a sobreviver com mais eficiência durante um período de seca.

Continua após a publicidade..

Também vale destacar que os cactos costumam ser uma das plantas mais numerosas em um ambiente desértico, de modo que, para os muitos animais que vivem nos desertos, qualquer cacto pode ser visto como uma refeição bem-vinda. Entretanto, os espinhos impedem que a maioria dos animais se alimente com essas plantas.

Infelizmente para os cactos, há vários animais que não se incomodam nem um pouco com seus espinhos afiados, consumindo-os de qualquer maneira. Javalis, camelos e várias espécies de roedores e insetos podem se deliciar com um cacto apesar de seus espinhos.

Continua após a publicidade..

Os espinhos do cacto retêm o ar, regulando a umidade e temperatura da planta

por que os cactos tem espinhos 2
Fonte: Pixabay

Como explicado anteriormente, embora os espinhos dos cactos sejam pequenos, eles costumam ser muito numerosos, cobrindo a superfície da planta. Da mesma forma que usar um suéter retém uma camada isolante de ar próximo à pele de uma pessoa, os espinhos de um cacto retêm uma camada de ar próximo à superfície da planta, reduzindo a ventilação.

Na prática, essa camada de ar isola o cacto e evita grandes oscilações de temperatura. Isso não é útil apenas por conta das condições muito quentes do deserto, mas também por causa das grandes mudanças de temperatura entre o dia e a noite, pois algumas regiões desérticas podem ficar bastante frias à noite.

Lembre-se também que os espinhos dos cactos têm um papel importante na captação de água do ar e são capazes de fazer isso com muita eficiência devido à grande área de superfície em contato com o ar. Os cactos não perdem água desses espinhos porque são metabolicamente inativos, mas permitem que o vapor de água do ar se condense nos espinhos e escorra para a superfície da planta e para o solo, para ser absorvido pelas raízes.

É interessante mencionar que, mesmo quando não chove há muito tempo, ainda pode haver umidade significativa no ar. O ar quente retém mais umidade, mas, à medida que esfria, o ar não consegue carregar toda a umidade e parte dela se condensa nas superfícies. Consequentemente, o orvalho se forma à noite e os cactos usam seus espinhos para coletar essa fonte de água proveniente do ar.

Mobilidade e reprodução também entram em cena

Paisagem repleta de cactos.
Fonte: Pixabay

Algumas espécies de cactos possuem espinhos farpados que se prendem facilmente a qualquer animal (ou até mesmo a humanos) que se aproxime demais deles. Este é um mecanismo reprodutivo inteligente, mais notoriamente exibido pelos cactos do gênero Cylindropuntia.

Quando alguma coisa se aproxima, os espinhos farpados grudam no pelo ou na pele do animal, de modo que parte do cacto se desprenderá da planta-mãe e será transportada para outro lugar. Quando essas partes do cacto finalmente se desprenderem do animal, elas começarão a crescer e se tornar uma nova planta onde caírem.

Esse comportamento não é exclusivo dos cactos, pois muitas plantas contam com a ajuda de animais para ajudá-las a se reproduzir e se espalhar, mas alguns cactos atribuíram essa função aos seus espinhos, com excelentes resultados.

Leia Também: Os cactos são comestíveis?
Leia Também: Por que nos sentimos tão bem depois de fazer cocô?

Curiosamente, isso significa que, quando você vê centenas de cactos numa região árida, é possível que sejam clones uns dos outros e geneticamente idênticos, devido à eficiência dessa técnica reprodutiva.

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

As 8 Melhores Curiosidades Sobre o Panda Vermelho

As 8 Melhores Curiosidades Sobre o Panda Vermelho

Série e Seriado: Qual a Diferença Entre Eles?

Série e Seriado: Qual a Diferença Entre Eles?