no

Por que o papel higiênico quase sempre é branco?

Embora pareça ser uma pergunta bastante trivial, há fatores muito concretos que explicam por que o papel higiênico é branco.

Papel higiênico branco
Foto: Pixabay

O papel higiênico é uma daquelas coisas da vida que usamos todos os dias, o que explica por si só a sua posição de importância no nosso cotidiano. Mas apesar de estar disponível em vários tipos e qualidades, você já se perguntou por que o papel higiênico é quase sempre branco?

Embora pareça ser uma pergunta bastante trivial, há muitos fatores concretos que explicam por que o papel higiênico está quase sempre disponível na cor branca, como veremos ao longo deste artigo.

Foto: Pixabay

Papel higiênico é branco por questões de manufatura e estética

Há várias razões por trás desse detalhe, mas uma das principais motivações pelas quais o papel higiênico é branco tem a ver com a mesma razão pela qual a maioria dos vasos sanitários também é dessa cor; basicamente, o papel higiênico branco tende a promover uma sensação de limpeza muito maior do que a cor marrom, que é a cor natural do papel antes de ser branqueado.

Se o papel higiênico tivesse a sua tonalidade marrom original, em um nível puramente estético, você o usaria? Ou, talvez mais apropriadamente, você optaria por utilizar um papel higiênico colorido em vez da variedade branca?

O consenso entre as grandes empresas mundiais que fabricam papel higiênico, como a Kimberly-Clark, é que as pessoas sempre escolhem o branco quando se trata de itens relacionados a questões de higiene. Desse modo, podemos presumir que eles fizeram extensos estudos de marketing para apoiar essa ideia, mas mesmo sem acesso a esses estudos, é algo que faz sentido intuitivamente.

Dito isso, há outros fatores que também entram em jogo. Para começar, o branco não é apenas uma escolha estética. Na prática, a cor branca do papel higiênico é geralmente obtida com o branqueamento do papel em um processo que tem como objetivo torná-lo mais macio.

Vale destacar que esse processo de branqueamento é amplamente usado na indústria papeleira para remover a lignina, um polímero da madeira que, em certa medida, funciona como uma “cola” para unir as fibras e que, consequentemente, deixa o papel mais rígido.

Foto: Pixabay

Papel higiênico branco também é vantajoso com relação às questões ambientais

Além desses fatores, há também a questão de que usar tinturas no papel higiênico pode causar sérios danos. Os motivos são diversos, desde o impacto ambiental dos corantes ao potencial para irritar a pele de certas pessoas, juntamente com outros fatores negativos com relação à saúde.

Para se ter uma ideia, até mesmo o tempo de decomposição do papel higiênico colorido tende a ser maior, o que é particularmente um problema quando se trata de algo amplamente usado em um sistema séptico.

Obviamente, coisas como impacto ambiental e problemas potenciais de saúde nunca impediram os fabricantes de adicionar muitos outros produtos químicos para aumentar os atributos desejáveis do papel higiênico, que têm muitas das mesmas desvantagens. Ainda assim, o fato é que adicionar corantes só pioraria as coisas.

Papel higiênico branco
Foto: Pixabay

Uma palavra final

No fim das contas, embora esses sejam definitivamente os principais fatores a favor de deixar de fora as tinturas do papel higiênico, a principal razão do ponto de vista comercial provavelmente tem mais a ver com o custo extra. Na prática, os fabricantes precisariam cobrar um pouco mais pela versão tingida, o que dificilmente deixaria os clientes satisfeitos.

De certo modo, se isso tivesse o potencial de aumentar suas vendas, eles sem dúvida começariam a produzir papel higiênico colorido em larga escala. Entretanto, como as pessoas geralmente preferem produzir o produto mais barato (especialmente neste caso), a despesa extra provavelmente não faria com que os clientes comprassem mais, a menos que os fabricantes colocassem em prática uma estratégia de marketing muito inteligente.

Leia Também: Por que o cocô é marrom?
Leia Também: O que é um dilema ético?

Mesmo assim, quando se trata de um produto como este, gastar altas quantias com tinturas seria um exagero, a menos que fosse realmente um item superior em comparação com a versão branca. Portanto, basta somarmos todos esses fatores para entendermos que não há incentivo suficiente para que os fabricantes de papel higiênico fabriquem uma alternativa para a variedade branca, comumente vista como o padrão a ser seguido.

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Qual é o cheiro da Lua?

Assentos dos aviões

Por que os assentos dos aviões quase sempre são azuis?