no ,

A verdade por trás do Flautista de Hamelin

Existe um conto dos irmãos Grimm que fala sobre um flautista encantador de ratos na cidade de Hamelin, mas você sabe qual a verdadeira história por trás dessa lenda?

O mundo está repleto de contos folclóricos espalhados por todas as partes. Cada sociedade tem sua própria cultura e mitos, sejam eles serem mitológicos, explicações para algum fenômeno, lendas urbanas ou seres sobrenaturais.

Continua após a publicidade..

Considerados como os maiores escritores e responsáveis pela divulgação de contos ao redor do mundo, os irmãos Grimm escreveram sobre um flautista que existia na cidade de Hamelin na Alemanha. A verdade é que fatos verdadeiros influenciaram a escrita desse conto e é sobre isso que vamos falar hoje. Vamos lá?

o Flautista de Hamelin

Como é o conto do flautista de Hamelin?

O conto inicia contando que a cidade Hamelin está com uma super infestação de ratos, e um dia chegou por lá um flautista que alegava conseguir exterminar todos os roedores da cidade.

Os moradores então fizeram um acordo com ele e disseram que lhe pagariam uma moeda por cada cabeça. O flautista de Hamelin então utilizou seu instrumento mágico para encantar os ratos e os afogou no rio mais próximo da cidade — o rio Weser.

Continua após a publicidade..

Apesar de perceberem que os ratos haviam ido embora, os moradores se recusaram a pagar o encantador por ele não ter apresentado nenhuma cabeça, como era o combinado. Ele partiu sem receber uma só moeda por todo o trabalho feito.

Almejando vingança, o flautista de Hamelin retornou algumas semanas depois enquanto os adultos estavam na igreja, e tocou sua flauta, mas dessa vez encantando as crianças da pequena cidade. Mais de 100 pequenos foram enfeitiçados pelo flautista e o acompanharam para fora da cidade. As crianças jamais foram vistas novamente.

Continua após a publicidade..

O fim que elas levaram não tem uma escrita certa, em algumas variações do conto, elas foram trancadas em uma caverna e em outras foram afogadas no rio.

Leia também: Taylor Swift: 10 curiosidades sobre a cantora

FLAUTISTA 1

Qual a história por trás desse conto?

Apesar de ser uma história extremamente antiga e não se ter muitos dados históricos que comprovem a sua origem. Muitos acreditam que o flautista de Hamelin tenha sido sim baseado em uma tragédia real envolvendo 130 crianças que morrem na cidade.

Acredita-se que em meados de 1284, houve mortes em massa das crianças por diversas causas. Desde mortes naturais, até a afogamentos e deslizamento de terra — esse último explica o fato de que em suas versões mais antigas, o conto falar que as crianças foram engolidas pela terra que se abriu debaixo de seus pés.

Nesse caso, o flautista seria uma representação da morte que estaria guiando as crianças, ou de um anjo que as guiaria para o plano espiritual. Como o conto tem uma origem extremamente antiga, não se sabe ao certo se o flautista era uma pessoa real ou apenas uma personificação.

Contudo, nas adaptações ele é sempre colocado como o vilão — igualmente em seu conto original. E recentemente surgiu uma notícia que esse conto será possivelmente adaptado para os cinemas em 2023.

Leia também: Vampiro de Hanover: Conheça o Açougueiro Alemão Que Vendia Carne Humana

FLAUTISTA 2

Esse conto é muito famoso e é muito referenciado no meio audiovisual, você pode perceber ele no filme Shrek e também na série Once Upton a Time — onde ele é adicionado como a ‘identidade secreta’ do Peter Pan.

Não sabemos ainda se a possível adaptação para 2023 realmente vai acontecer ou se ela é apenas um rumor. Mas se você tem alguma curiosidade para conhecer realmente a história a fundo, ela pode ser encontrada em coletâneas de contos dos irmãos Grimm. E também em vários sites da internet, além de ter suas adaptações que não se tornaram tão famosas.

Você já tinha ouvido falar sobre o conto do flautista de Hamelin? Não se esqueça de compartilhar esse post com os seus amigos!

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

TERROR CAPA

Qual a diferença entre terror e horror?

Por Que Pagamos Para Utilizar Transporte Público?

Por Que Pagamos Para Utilizar Transporte Público?