no

Qual é a importância dos desertos para o planeta?

Apesar de serem comumente vistos como lugares totalmente áridos e vazios, os desertos são muito importantes para o planeta.

Desertos
Foto: Pixabay

Embora sejam comumente vistos como lugares totalmente áridos e vazios, os desertos abrigam vida e cobrem mais de um quinto da massa terrestre da Terra. Os desertos podem ser encontrados em todos os continentes e, diferentemente do que muita gente imagina, desempenham um papel importante aos animais, seres humanos e meio ambiente.

Que tal ficar por dentro dos principais fatores que tornam os desertos tão importantes para a Terra? Pois bem, é isso o que vamos analisar ao longo deste artigo!

A importância dos desertos para plantas e animais

Camelos nos desertos
Foto: Pixabay

Longe de serem terras vazias, muitos dos desertos abrigam uma vasta quantidade de plantas e animais que se adaptaram a esses habitats secos. Além de aumentar a biodiversidade da Terra, muitas dessas plantas e animais beneficiam os seres humanos. Um bom exemplo disso são os camelos domesticados nos desertos da Ásia e do Norte da África, que servem como animais de carga confiáveis há milhares de anos.

As plantas do deserto também costumam servir como importantes fontes de alimento para populações no norte da África e no Oriente Médio. As tâmaras, por exemplo, são algumas das frutas mais antigas a serem cultivadas em desertos, remontando aos tempos do Antigo Egito.

A riqueza mineral dos desertos

Foto: Pixabay

Além de toda a questão da biodiversidade, as condições secas dos desertos também ajudam a promover a formação e concentração de minerais muito importantes para a sobrevivência humana. Gesso, boratos, nitratos, potássio e outros sais se acumulam nos desertos quando a água que transporta esses minerais é evaporada.

Vale mencionar que a vegetação mínima também acaba facilitando a extração de minerais importantes das regiões desérticas. De acordo com estatísticas das Nações Unidas, mais de 50% do cobre mundial é proveniente de desertos no México, na Austrália e no Chile.

Outros minerais e metais como bauxita, ouro e diamantes também podem ser encontrados em grandes quantidades nos desertos da China, dos Estados Unidos e da Namíbia. Como se isso já não fosse suficiente, as regiões desérticas também detêm cerca de 75% das reservas de petróleo conhecidas no mundo.

Descobertas arqueológicas e sumidouro de carbono também devem ser considerados

Foto: Pixabay

As condições áridas dessas regiões são ideais para preservar artefatos e restos humanos. Restos humanos mumificados encontrados em países como Peru, China e Egito foram os responsáveis por ensinar detalhes aos arqueólogos atuais sobre as civilizações antigas.

Em março de 2010, o jornal The New York Times informou que cientistas que trabalhavam no oeste da China descobriram um cemitério de 200 mil cadáveres construído há 4 mil anos. Na prática, descobertas como essas ajudam a moldar a compreensão moderna sobre como nossas sociedades se formaram e quais eram as suas características no passado.

As areias dos desertos também servem como um importante sumidouro de carbono na Terra. As bactérias que vivem nas areias do deserto africano de Kalahari, por exemplo, ajudam a regular o dióxido de carbono do ar.

Leia Também: Qual a diferença entre quebrar e fraturar um osso?
Leia Também: Por que o quadro negro é verde?

Como o dióxido de carbono é uma das principais causas do aquecimento global, essas vastas extensões arenosas podem desempenhar um papel fundamental na prevenção da entrada de dióxido de carbono adicional na atmosfera.

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Qual a diferença entre quebrar e fraturar um osso?

homem usando computador com VPN em segurança

Como Será o Futuro das VPNs e da Navegação Segura?