no

12 curiosidades incríveis sobre o Bahrein

Famoso por sua economia próspera e história rica, o Bahrein costuma marcar presença na lista de desejos de muitos turistas.

Bahrein
Foto: Wadiia / Wikimedia Commons

Famoso por sua economia próspera e história rica, o Bahrein costuma marcar presença na lista de desejos de muitos turistas. Esse arquipélago é um dos centros mais influentes do Oriente Médio, sendo amplamente conhecido por sua incrível mistura do antigo com o moderno em vários aspectos.

Esteja você planejando uma visita ou simplesmente querendo conhecer um pouco mais sobre o “primo menos conhecido” dos Emirados Árabes Unidos, aqui estão alguns dos fatos mais interessantes sobre o Bahrein.

1. O Bahrein é o terceiro menor país da Ásia em termos de território, possuindo uma área de apenas 765,3 km². Os únicos dois países menores que Bahrein são Cingapura, que é uma cidade-estado; e as Maldivas. No entanto, apesar de seu pequeno tamanho, este país costuma ser um jogador-chave no comércio e na economia do Oriente Médio.

Foto: Pixabay

2. Embora sua história remonte a vários milênios, o Bahrein se tornou uma nação independente somente em 1971. Ao longo dos séculos, o controle da região esteve nas mãos do Império Persa, Português, Britânico e outros. Em 14 de agosto de 1971, o Bahrein proclamou sua independência e juntou-se às Nações Unidas e à Liga Árabe logo depois. Desde então, a nação continuou a subir nas classificações comerciais e econômicas do Golfo Pérsico.

3. O Bahrain é um arquipélago que consiste em 33 ilhas naturais e 51 ilhas artificiais criadas a partir de projetos de recuperação de terras. A região conhecida como Durrat Al Bahrain é uma série de 15 grandes ilhas artificiais que custaram US$ 7 bilhões e foram projetadas para se parecerem com pétalas de flores com foco no turismo em hotéis de luxo e shoppings.

4. O Bahrain possui o maior parque temático subaquático do mundo. O Dive Bahrain é verdadeiramente um paraíso para os entusiastas do mergulho que conta até mesmo com um Boeing 747 afundado e rodeado por corais. O parque também é o mais ecológico de seu tipo e oferece uma ótima oportunidade para estudar a vida marinha.

Foto: Dive Bahrain

5. Devido à proibição de mulheres dirigirem na Arábia Saudita de 1957 a 2018, a ponte que conecta o Bahrein e a costa leste da Arábia Saudita foi durante muitos anos o palco de uma ocorrência interessante: a ponte era a única no mundo onde as mulheres podiam dirigir de um lado (Bahrein), mas não do outro (Arábia Saudita). A fronteira entre os países está localizada mais ou menos na metade do caminho.

6. Em 2004, o Bahrain sediou o primeiro Grande Prêmio de Fórmula 1 realizado no Oriente Médio, colocando a região no mapa dos grandes eventos esportivos.

7. Em meados dos anos 1500, uma única árvore foi plantada no deserto do sul do Bahrein. Até hoje, a árvore solitária permanece viva e em plena floração, o que levou muitos a chamá-la de Árvore da Vida (Shajarat-al-Hayat). O mais estranho disso tudo é que não há fontes de água ao redor que possam ter alimentado a árvore ao longo dos séculos. Então, a sua resiliência continua sendo um mistério.

Foto: Wikimedia Commons

8. De acordo com estatísticas divulgadas pela Agência Internacional de Energia, o Bahrein é o maior consumidor per capita de eletricidade da Ásia e o terceiro país com maior necessidade de energia no planeta, ficando atrás apenas da Islândia e da Noruega. O fato de contar com muitos aparelhos de ar condicionado ligados ao longo do dia (afinal, trata-se de um país desértico) contribui muito para isso.

9. O Bahrein foi uma das primeiras nações do Golfo a descobrir petróleo em seu território. Em 1931 foi descoberta a sua primeira reserva petrolífera.

10. Há um consenso entre os historiadores que o Bahrein se converteu ao Islã já em 628 d.C., o que o transformou em uma nação islâmica quatro anos antes da morte do profeta Maomé. De fato, a Mesquita Al-Khamis, que data de 692 d.C., foi a primeira mesquita do Bahrein e é uma das mais antigas e importantes em todo o mundo.

Foto: Bahrain Authority for Culture and Antiquities / Facebook

11. O Bahrein tem uma longa história de colheita de pérolas através dos bancos de ostras no Golfo Pérsico. De fato, a pesca de pérolas foi, durante muito tempo, sua principal fonte de riquezas.

Leia Também: 12 curiosidades incríveis sobre Barbados
Leia Também: 12 curiosidades interessantes sobre Bangladesh

12. O nome “Bahrein” vem do termo árabe al-bahrayn, que significa “dois mares”. Quais são os “dois mares” que o nome do país se refere? Bem, isso ainda é tema de debates. Alguns acreditam que o termo pode se referir às baías a leste e a oeste da ilha principal, aos mares a norte e a sul da mesma (que a separam do Irã e da Arábia, respetivamente), ou à água salgada e doce presente por cima e por baixo do solo.

Muito interessante, não é mesmo? Se você gostou deste post, não se esqueça de compartilhá-lo! 😉

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

Açúcar é viciante

Por que o açúcar é tão viciante?

O que causa a turbulência em aviões?