no

Como funciona as bússolas?

As bússolas são instrumentos de orientação muito conhecidos. Mas você sabe como que elas funcionam?

As bússolas são instrumentos de orientação muito utilizados por aventureiros em todos os lugares do mundo. A diferença delas é a sua praticidade e o fator que ela não precisa de internet, energia ou nada semelhante para funcionar, dando uma segurança muito maior a quem a usar.

Continua após a publicidade..

Em caso você esteja perdido em algum lugar, esse instrumento vai te auxiliar em descobri onde você está em relação aos pontos cardiais, e se você tiver um mapa, talvez encontre uma saída ou civilização mais próxima. Mas você já parou para pensar como que esses aparelhos funcionam? É o que vamos descobrir hoje!

BUSSOLA 1

Como uma bússola funciona?

Como já dito anteriormente, ela não precisa de energia, internet, pilhas, bateria e nem nada do tipo para funcionar, se tornando um instrumento extremamente prático e funcional que era utilizado desde o período das grandes navegações, mas afinal, como que elas funcionam?

Bom, ela simplesmente funciona se alinhando com os polos magnéticos da terra. Em sua composição, a bússola é basicamente um ímã que está diretamente interligado com esses polos do nosso planeta, praticamente em um equilíbrio.

Continua após a publicidade..

Como o nosso planeta emite essas ”frequências” invisíveis, elas não pode ser vistas pelo olho humano — obviamente — mas conseguem interagir com os de uma bússola, dessa forma, conseguindo nos direcionar.

Leia também: Ponce de León e a Fonte da Juventude

BUSSOLA 2

A bússola sempre aponta para o norte?

Você já ouviu dizer que uma bússola sempre aponta para o norte, não é mesmo? Bom, isso não está totalmente errado, já que em teoria, esse aparelho está sempre alinhado com o polo magnético norte de nosso planeta.

Continua após a publicidade..

Mas esse polo que tanto falamos, não é uma coisa fixa e estática. Ela pode ter várias variações, ondulações e até mesmo mudar de lugar, de acordo com as mudanças do campo magnético terrestre. Sendo assim podemos dizer que existem ”dois nortes”, um verdadeiro e um que é indicado nesse aparelho — que pode se distanciar ou não do original.

Essa diferença é causada por um fator que os cientistas chamam de ”declinação”, e por isso, esses impulsos magnéticos podem variar bastante de lugar para lugar, e de altitude para altitude. Mas fique tranquilo, é muito raro você se perder com a ajuda de uma bússola, em especial se você tiver um mapa. Talvez você não saia diretamente no local desejado, mas com pouca diferença de rota.

Porém, se você não for um aventureiro experiente, ou não conhecer o local para onde você pretende explorar, é melhor ir acompanhar de alguém de confiança, e de preferência que conheça bem a região. Coloque a sua segurança sempre em primeiro lugar!

Leia também: Livros famosos que são banidos de alguns países

bússola

Em um mundo com tantas praticidades, GPS, internet e outros fatores, itens como bússolas e mapas caíram e desuso, podendo ser considerados atualmente até como itens vintages e de decoração. Porém, se você tem interesse em aprender a ler um desses instrumentos, existem vários tutoriais na internet que podem te ajudar.

É realmente muito impressionante como um aparelho utilizado na antiguidade possa ser tão completo e simples ao mesmo tempo, não é mesmo? Esse instrumento de orientação é um dos que mais me impressiona por conta de toda sua estrutura bem planejada.

Você sabia de todas essas curiosidades sobre as bússolas? Não se esqueça de compartilhar esse post com os seus amigos!

Esse post merece um GOSTEI ou NÃO GOSTEI?

OLIVIA CAPA

Olivia Rodrigo: As melhores curiosidades sobre a cantora

Aurora boreal

Quais são os melhores países para ver a aurora boreal?